Hellen & Bruno.

16/06/2016 por Fernanda Barni de Almeida comentários

No post de hoje, um casal que gosta de fazer tudo juntos, também resolveu escrever seu depoimento sobre o casamento juntos.

A Hellen e o Bruno se conheceram no início de 2006, no primeiro semestre da Faculdade de Direito da PUC, no Paraná: “Eu lembro que no primeiro dia de aula chovia bastante. Foi o primeiro dia em que eu vi a Hellen. Eu já estava sentado, esperando a aula começar e a Hellen chegou atrasada, meio apressada, com uma cara de cansada e de que tudo tinha dado errado até ela chegar ali”, Bruno inicia a história do casal.

Eles não ficaram amigos logo de cara. Mas em um churrasco na casa de um dos colegas de classe, os dois se apresentaram formalmente. Conversa vai, conversa vem, a Hellen conta que os dois fizeram uma aposta, só para puxar algum assunto: “Nós estávamos em frente à piscina e apostamos dois reais – que na época era dinheiro suficiente para comprar uma coxinha – para saber quanto tempo demoraria para alguém pular de roupa e tudo na piscina. Eu falei que isto aconteceria em pouco tempo e o Bruno falou que demoraria um pouco mais. Eu ganhei a aposta, e na segunda feira seguinte, ele puxou assunto comigo novamente, para poder me pagar”.

À partir deste dia, os dois começaram a conversar mais. E como o Bruno foi um dos primeiros alunos da turma a fazer 18 anos, ele logo tirou a carteira de motorista e começou a dar caronas para os colegas de aula, e principalmente, para a Hellen, que morava no caminho da casa de seu avô.

A amizade entre eles foi crescendo, as conversas por mensagens de celular e MSN se tornaram frequentes, até que em uma sexta feira após a aula, a Hellen pediu uma carona, porque supostamente, sua mãe não poderia buscá-la: “O Bruno demorou para perceber que eu estava a fim dele. Comprei vários pacotes de mensagem da Tim, só para poder ficar conversando com ele. Ele estava curtindo a agitação do início da faculdade, então eu vivia procurando desculpas para ficarmos sozinhos. Em uma sexta feira, inventei que precisava de uma carona e no meio do caminho sugeri que fizéssemos algum programa juntos. Fomos a um bar e depois de muita conversa, nosso primeiro beijo aconteceu”.

O que era para ser apenas um namorico, foi ficando cada vez mais sério. Os primeiros beijos na faculdade aconteciam escondidos nas escadarias de incêndio ou perdidos no meio dos outros blocos. A sintonia foi crescendo, o carinho entre eles ficou difícil de esconder e assumiram para os amigos. Estavam juntos, mas ainda não estavam namorando:

As férias chegaram, e por conta disto, eu não podia ver a Hellen todos os dias. Percebi que sentia muito a sua falta e que era muito amor para sermos só ficantes. Este foi o momento que eu decidi que queria namorar com ela. Não foi nada planejado, fomos em um bar com um casal de amigos e eu a pedi em namoro sussurrando em seu ouvido. Ela respondeu que sim com um lindo sorriso, nós demos um beijo e contamos para os amigos que estavam conosco na mesa, que à partir daquele momento, éramos – oficialmente – namorados”.

Foram quase oito anos de namoro. Os dois terminaram o curso, fizeram intercâmbio em Portugal pela faculdade, onde moraram juntos por 7 meses, e depois disso, também fizeram pós-graduação: “Depois que terminamos a faculdade, a Hellen começou com estas conversinhas sobre casamento, que todas as namoradas tem depois de muitos anos de namoro. Eu sempre falava que éramos muito jovens e que eu  ainda não tinha renda para casar, que antes precisava passar em um concurso ou ganhar dinheiro com a advocacia”, explica o Bruno.

Foi aí então, que o Bruno passou em um concurso e logo depois percebeu que a hora de casarem havia chegado. Detalhista, decidiu fazer um pedido especial. Planejou uma viagem para a Alemanha e achou que reviver os bons momentos que passaram juntos em Portugal, poderia ser o cenário certo para o pedido. Ele também já tinha percebido a vontade dela em usar um anel de noivado, que pra início de conversa, ele nem sabia o que era. Mas, pesquisou e guardou todas as suas economias para realizar o desejo da futura Noiva.

Para que tudo saísse conforme o planejado, foi preciso muito planejamento, pois o Bruno queria que fosse tudo surpresa. Assim, o pedido aconteceria ao pôr do sol da Ribeira do Porto, na cidade do Porto, com a Ponte D. Luís iluminada sobre o Rio Douro: “No nosso grupo de amigos rolava uma piadinha de que a Hellen se casaria comigo até se o anel fosse feito de coco, destes que são vendidos na praia. Então, antes de me ajoelhar e entregar o anel verdadeiro, entreguei a ela um anel de coco. Ela já começou a ficar emocionada e depois que mostrei o anel de noivado, começou a chorar. Ver a Hellen feliz, ver seus olhos apaixonados me observando, me fez sentir muito amado por ela. E isso realmente não tem preço”.

Assim, já na volta da viagem, os Noivos iniciaram a preparação para a festa com o Produtor de Eventos Douglas Ranzolin: “Organizar o casamento é um momento delicioso, mas também confuso. Em algumas horas parece que vai dar tudo certo, em outras parece que vai dar tudo errado. Algumas horas sobra tempo, em outras falta muito. É uma mistura de sentimentos ao longo do caminho, então, rezar diariamente para que nada desse errado, me ajudou. Além disso, confiar na pessoa que você contratou como produtor é peça chave para o sucesso do evento. Afinal, ele é o especialista no assunto e você a Noiva. Também é importante para ele que tudo aconteça da melhor forma”, afirma Hellen.

Toda a preparação para a festa que aconteceu no Clube Curitibano foi saboreada com carinho:

Assim como fazemos em todas as decisões da nossa vida, decidimos todos os itens do casamento juntos. Queríamos uma festa com a nossa identidade, queríamos celebrar de uma forma que todos os convidados se sentissem queridos. Algumas vezes, quando fechávamos um contrato importante, nós saíamos para comemorar. Durante toda essa etapa, alguns momentos foram corridos, nos metemos em algumas furadas, conhecemos muita gente legal, participamos de eventos, rimos muito, brigamos, nos amamos. Em todas estas situações, eu repetia mentalmente: é com ele mesmo que eu quero me casar. O Bruno é a melhor de todas as coisas que já me aconteceram na vida”.

No grande dia, o Noivo se arrumou em casa na companhia da família e dos padrinhos. A Noiva se preparou em um Hotel na presença da mãe, da irmã, de uma tia e uma prima, além dos profissionais que assinaram sua beleza, o Alan Zamariotti e a Márcia Kinaki: “A companhia das pessoas que amamos fez nosso dia maravilhoso! Eu e o Bruno decidimos não nos ver durante o dia, apenas trocamos algumas mensagens carinhosas um com o outro. Preferimos guardar a emoção para a noite”.

A Noiva estava linda, com um vestido Pronovias por Silvia Fregonesi e acessórios de Rroyal Bride. O maior momento de emoção, aconteceu ao entrar na Igreja: “Ao ouvir a música que escolhi e ver os olhos mais azuis do mundo me esperando no Altar, tremi. Nunca senti tanta alegria e felicidade como no dia do nosso casamento. Foi como uma chuva de amor e de carinho, que só poderia me deixar muito feliz”.

Já na festa, a pista elaborada pela Arte Holografica foi animada pelo DJ Fábio França e a animação não teve hora para acabar: “Passamos a noite nos divertindo juntos na pista. Foram raros os momentos em que nos desgrudamos. Dançamos muito, nos beijamos e abraçamos, curtimos a mesa de doces. Ter minha família e meus melhores amigos celebrando comigo, foi o melhor dos sentimentos”, conta a Noiva.

Confiram todos os detalhes desta linda festa de casamento, através das elegantes fotos de Meliess Estúdio.

Helen_bruno-55 Helen_bruno-60Helen_bruno-29 Helen_bruno-38 Helen_bruno-88 Helen_bruno-97Helen_bruno-102 Helen_bruno-122 Helen_bruno-135 Helen_bruno-140 Helen_bruno-144Helen_bruno-168Helen_bruno-182Helen_bruno-179 Helen_bruno-188Helen_bruno-196 Helen_bruno-206 Helen_bruno-199Helen_bruno-221 Helen_bruno-224Helen_bruno-231 Helen_bruno-251 Helen_bruno-264 Helen_bruno-270Helen_bruno-305 Helen_bruno-328 Helen_bruno-332 Helen_bruno-336 Helen_bruno-338Helen_bruno-348Helen_bruno-352Helen_bruno-359 Helen_bruno-369 Helen_bruno-354Helen_bruno-399 Helen_bruno-384 Helen_bruno-382 Helen_bruno-388Helen_bruno-513 Helen_bruno-536 Helen_bruno-570 Helen_bruno-588 Helen_bruno-641Helen_bruno-764 Helen_bruno-765 Helen_bruno-837Helen_bruno-789 Helen_bruno-791 Helen_bruno-803

postado por
Fernanda Barni de Almeida
Formada em Direito, descobri não ter talento para falar de coisas tristes. Romântica e apaixonada, criei o OMG para falar do que mais gosto: o amor.
comentários