Tendências para bolos de casamento em 2016.

01/12/2015 por Fernanda Barni de Almeida comentários

O corte do bolo é um dos rituais mais importantes da festa de casamento, ainda na atualidade. Ele simboliza a partilha com os convidados, de um futuro de união entre os Noivos, motivo pelo qual, inclusive, o casal corta a primeira fatia juntos.

Escolher o bolo de casamento perfeito gera muitas dúvidas aos Noivos? O que é mais importante: que o bolo seja bonito ou seja gostoso?

Posso afirmar, com toda a certeza, que o mais importante em um bolo de casamento é o sabor. Por este motivo, a dica é realizar uma prova com a doceira antes do dia da festa. Além disso, é importante optar por um recheio que agrade ao casal, mas que também agrade à maioria dos convidados, desses fáceis, tipo chocolate. E para não errar a combinação, o melhor é não complicar e escolher, no máximo, dois tipos de recheios diferentes.

Quanto à quantidade de bolo, não é preciso exagerar, já que vão haver outros doces para serem degustados na festa. Uma conta de 70 a 100 gramas de bolo por convidado são bem suficientes para sobrar algum bolo para comer no dia seguinte.

Mas, é lógico, a gente sabe que beleza é mesmo fundamental! E como os bolos de casamento são as grandes “estrelas” da mesa de doces, é preciso caprichar na apresentação.

Assim, selecionamos algumas das grandes tendências do mercado casamenteiro para o ano de 2016, no quesito bolo de casamento:

* Chalkboard Cakes: Os bolos que imitam quadros negros são uma bela aposta para festas de casamento ao ar livre, que são mais descontraídas e rústicas. A idéia é mesmo deixar a imaginação rolar solta, sendo possível decorá-lo com desenhos, frases, ou até, números importantes para o casal.

FullSizeRender2

* Bolos geométricos – Para casamentos mais moderninhos e minimalistas, os bolos com decoração ou formatos geométricos podem agregar muito charme à mesa de doces.

FullSizeRender1

* Painted Cakes – Os bolos pintados à mão são verdadeiras obras de arte! As massas do bolo são cobertas por pasta branca e pintadas com tintas comestíveis, como se o bolo fosse uma tela de pintura. O resultado é surpreendente!

FullSizeRender

* Bolos metalizados: As técnicas de confeitaria tem se aprimorado cada vez mais, e assim, os tons das cores dos bolos de casamento tem ficado cada vez mais realistas. Os bolos com tons perolizados, dourados, prateados e acobreados estão ganhando cada vez mais destaque e agregando muito requinte às mesas de doce.

FullSizeRender4

* As flores de açúcar: Depois do sucesso dos naked cakes, as flores de açúcar são a grande aposta do mercado! As técnicas de confecção de flores melhoraram tanto ao longo dos anos, que atualmente não perdem em nada para a beleza das flores naturais. Elas foram criadas justamente para substituir as flores naturais, pois estas possuem duas desvantagens: a) é preciso tomar muito cuidado ao higienizá-las de pedras, barro e insetos antes de colocar no bolo; b) a maioria das flores recebe algum tipo de veneno, e com certeza, ninguém quer correr o risco de intoxicar um convidado.

FullSizeRender3

O bolo de casamento merece destaque na mesa de doces, e por este motivo, precisa ser alto. Mas, é preciso sempre tomar muito cuidado com o peso da quantidade de andares. Para obter mais segurança, escolha um bolo com uma boa circunferência de massa real na base, e no restante dos andares, opte por andares fake. Deste modo, o bolo de casamento não perde a beleza e não pesa demais, além de não haver desperdício de doce. Se optar por um bolo baixo, com até três andares, escolha uma peça porta bolos com um pé mais alto, ok?
A última dica fica por conta do cuidado na escolha da cobertura: opte por uma que combine com o clima da sua festa! Não escolha um bolo coberto com chantilly ou marshmallow, por exemplo, em dias de muito calor. A pasta americana é uma ótima opção para todas as estações do ano, e mesmo assim, peça a sua cerimonialista para tomar todos os cuidados para o bolo permanecer intacto (e fresco!) até a hora do corte.
postado por
Fernanda Barni de Almeida
Formada em Direito, descobri não ter talento para falar de coisas tristes. Romântica e apaixonada, criei o OMG para falar do que mais gosto: o amor.
comentários