Inspirações para as Daminhas.

21/01/2016 por Fernanda Barni de Almeida comentários

Comparecer a uma festa de casamento e não se apaixonar por uma das daminhas, é tarefa quase impossível. Elas são fofas, delicadas e alegres. Fica difícil não sorrir ao vê-las se concentrando para percorrer a nave. É tanta pureza em uma mini-pessoa, sorrisos tão doces e ansiosos, ao mesmo tempo… Que o nosso coração se derrete, não tem jeito!

Este é o motivo pelo qual todas as Noivas desejam daminhas tão fofas no dia do seu próprio casamento. A cerimônia de casamento precisa emocionar os convidados. E com certeza, as damas ajudam (e muito!) nesta tarefa.

Não existe um número correto para a quantidade de damas. Mas, se você está pensando em realizar uma cerimônia em formato mais tradicional, é preciso convidar pelo menos uma criança, para a entrada com as alianças.

Acontece que crianças são imprevisíveis. Convidar uma criança só é contar com a sorte! Já pensou se no dia do seu casamento a daminha acorda com febre e não pode comparecer à festa? Então, o melhor caminho é convidar pelo menos duas damas, ou um casal (um pajem e uma dama). Assim, acontecendo qualquer problema com uma das crianças, a outra faz a entrada sozinha.

Mas, antes que você pense que quanto mais daminhas na cerimônia, mais fofura você terá no altar, eu preciso te lembrar que quanto mais crianças juntas, mais confusões acontecem. Além disso, se tiverem muitas crianças no altar, você vai precisar de uma ajuda do seu cerimonial, para tomar conta de todas elas, já que elas não conseguem ficar paradas durante toda a cerimônia. Sim, alguém vai chorar, alguém vai brigar, alguém vai correr para os braços da mãe. Imprevistos vão acontecer e tudo isso pode atrapalhar o andamento da cerimônia de casamento. São riscos a correr, certo?

Além disso, antes de encher o altar de crianças, é preciso levar em conta o tamanho do altar da Igreja em que vocês vão se casar. Isto porque, em alguns lugares, além dos Noivos e de seus pais, todos os padrinhos permanecem em pé no altar durante toda a cerimônia. Assim, se a Igreja for pequena, o espaço pode ficar um pouco apertado, o calor pode aumentar demais, alguém pode até passar mal.

Ainda é preciso ressaltar: é de bom tom que quem convide, também pague pela confecção ou o aluguel dos trajes. Se pagar pelos trajes das damas não estiver nos planos dos Noivos, é preciso que comuniquem claramente os pais das crianças ao realizar o convite, para juntos chegarem a uma solução, como por exemplo, pegar um vestido emprestado de uma outra criança.

As damas não precisam estar vestidas todas iguais. É possível, sim, fazer uma composição com vestidos diferentes. Mas, com certeza, eles devem combinar entre si, e lógico, devem combinar com a decoração da cerimônia e festa. Por este motivo, deixe para encomendar os vestidos de dama uns dois meses antes da cerimônia, para que as escolhas da decoração já estejam bem definidas. Estes vestidos nunca devem combinar com o vestido da Noiva, e muito menos, devem ser uma réplica do vestido dela.

A melhor dica para escolher os vestidos de daminhas é: vestir as crianças como crianças. Antes de tudo as roupas precisam ser confortáveis e leves. Se a roupinha atrapalhar os movimentos da criança, ela com certeza vai reclamar, chorar, pedir para trocar. Então, a melhor opção é realmente se prevenir.

Fiquem atentos, também, ao cumprimento do vestido da dama, ele não deve ultrapassar a altura do tornozelo. Deixar os sapatinhos à mostra deixa o look mais fofo e a criança corre menos risco de tropeçar na barra do vestido e cair.

* Vestido curto – Os vestidos mais curtos (na altura dos joelhos!) ficam bem em crianças de todas as idades. São apostas seguras e super bonitas para as cerimônias mais descontraídas, como os casamentos diurnos ou as cerimônias ao ar livre.

ga_p06_vestido_curto

* Vestido médio – Os vestidos de comprimento médio são perfeitos para crianças de todas as idades, festas de todos os estilos e todos os tipos de cerimônia. Ficam bem nos casamentos que acontecem pela manhã e também nos casamentos noturnos. São elegantes para as cerimônias nas mais tradicionais nas Igrejas e até nas cerimônias que acontecem na praia. Além disso, são opções super seguras, pois as crianças correm menos risco de cair e se machucarem.

ga_p06_vestido_médio

* Vestido longo – Estes vestidos ficam melhores em crianças mais velhas, por conta da segurança. Tendo em vista que as crianças estarão um pouco nervosas, pois vão receber todos os olhares durante a cerimônia, elas podem se desconcentrar no meio do caminho, tropeçar na barra do vestido e até cair. E tudo isso vai acabar em chororô.

Ainda assim, são belíssimas opção. São clássicos, então são melhores para cerimônias noturnas e locais fechados.

ga_p06_vestido_longo

* Penteados – Quando o assunto é cabelo e maquiagem de damas, a dica continua a mesma. O conforto é a palavra de ordem! As damas ainda são meninas e precisam demonstrar sua pureza. Por este motivo, quanto menos produção, melhor. Optem por uma maquiagem leve, pelos cabelos soltos ou com algum penteado simples. Nestes casos, menos laquê é sempre mais bonito (e o risco de elas se incomodarem é sempre menor)!

Quanto às flores que as damas vão usar, optem pelas em miniatura. Elas ficam lindas em delicados bouquets e nas tiaras usadas nos cabelos das crianças. A delicadeza sempre vence nesses casos. 

ga_p06_penteados

* Sapatos – É imprescindível que os sapatos das damas sejam confortáveis. Eles precisam ser bonitinhos, mas, sem dúvida, o conforto é o item que mais deve ser levado em consideração na hora da escolha. As crianças vão ficar muito tempo de pé, e se o sapato não for confortável, elas vão acabar reclamando.

Uma dica interessante: se a Noiva der os sapatos para as damas de presente (pode ser, inclusive, um lindo presente ao fazer o convite para a dama), deve dar o par de sapatos com uma certa antecedência do dia da festa, para que as crianças possam usá-los antes da cerimônia e os sapatos estarem bem laceados no dia do casamento. Caso os sapatos não sejam um presente, vale passar esta dica para a mãe da criança.

ga_p06_sapatinhos_v02

Se ainda restarem algumas dúvidas sobre este assunto, nós temos mais algumas dicas sobre daminhas e pajens, neste post aqui.

postado por
Fernanda Barni de Almeida
Formada em Direito, descobri não ter talento para falar de coisas tristes. Romântica e apaixonada, criei o OMG para falar do que mais gosto: o amor.
TAGS
comentários