J’Aton Couture.

18/02/2014 por Fernanda Barni de Almeida comentários

J’Aton Couture é uma marca de Vestidos de Alta Costura australiana, fundada em 1995 pelos designers Jacob Luppino e Anthony Pittorino. Pelos sobrenomes é possível adivinhar, ambos são de famílias com origem italiana, e buscam inspiração na história, na arte, na natureza e na arquitetura para desenvolver vestidos que beiram a PERFEIÇÃO.

image imageimage

 Cada vestido é feito sob medida e pensado nos mínimos detalhes. Os vestidos são uma combinação do que a cliente está pensando com o estilo próprio dos designers. Para chegar a este “acordo”, são marcadas reuniões ao longo de 06 meses, que é o tempo que geralmente levam para fazer cada uma destas obras-primas.

A equipe é pequena, o que faz com que os estilistas participem de todo o processo de desenvolvimento do Vestido. Eles costuram cada bordado manualmente e trabalham juntos em todos os detalhes. Resultado: bordados meticulosos, muito brilho e sensualidade na medida certa.

image imageimage

 Feminilidade é realmente a palavra de ordem da J’Aton! Os estilistas costumam dizer que “vestem as mulheres como os homens desejam vê-las”. Quem concorda? Estou absolutamente apaixonada!

O vestido abaixo, elaborado especialmente para o casamento da atriz australiana Jodi Gordan com o jogador de rugby Braith Anasta, custou cerca de 50 MIL DÓLARES, levou 300 horas para ser criado e 06 meses para ficar pronto, com 05 pessoas trabalhando em seus bordados. Mas não deixe que este preço te impeça de fazer uma visita, há modelos para todos os gostos e bolsos.

image Infelizmente, ainda não há lojas da marca no Brasil, somente em Melbourne, na Austrália, e em New York, nos Estados Unidos. Mas se estiver interessada em algum dos vestidos e viajando para algum destes endereços, não deixe de marcar um horário para a visita ao atelier e showroom! Com certeza, só a visita já vai valer a pena!

postado por
Fernanda Barni de Almeida
Formada em Direito, descobri não ter talento para falar de coisas tristes. Romântica e apaixonada, criei o OMG para falar do que mais gosto: o amor.
TAGS
comentários