25 dicas para economizar no casamento.

23/02/2015 por Fernanda Barni de Almeida comentários

wedding_plans

Só quem é Noiva sabe o quanto CASAR pode custar caro! Mas acredite, nenhum item da sua lista de fornecedores de casamento é INSUBSTITUÍVEL! Todos eles podem (e devem!) ser “barateados”. Para isso é preciso realizar pesquisas, encontrar bons preços, e lógico, controlar todos os gastos em planilhas.

Para facilitar a vida das nossas Noivas,  bolamos algumas dicas para ECONOMIZAR no casamento. E isso não quer dizer fazer uma comemoração “empobrecida”, não. Com bom gosto e criatividade é possível realizar uma festa INESQUECÍVEL, sem ficar com a conta no vermelho! Afinal, ninguém quer começar o FELIZES PARA SEMPRE cheio de dívidas, não é mesmo?

Para a festa sair dentro do orçamento, o mais importante é a ORGANIZAÇÃO. E se possível, guardar uma porcentagem do valor TOTAL reservado para a festa, para utilizar em um eventual imprevisto. Se no decorrer da organização da festa este valor não for utilizado, ele poderá ser usado na lua de mel.

Mas antes de qualquer dica de economia, é IMPORTANTE dizer:

1) Escolha os itens mais importantes (e em que deseja gastar mais dinheiro) e feche o contrato com eles primeiro. Organize todos os outros gastos com o valor que sobrou. E tome muito cuidado para não gastar mais do que o planejado! A planilha e a calculadora devem estar sempre à mão.

2) Estranhe se algum item tiver um valor MUITO abaixo da média de preços do mercado. O barato pode sair caro! Escolha BONS PROFISSIONAIS e produtos de QUALIDADE, são eles que vão garantir o sucesso da festa. Já imaginaram fechar o casamento com um fotógrafo AMADOR e ao revelar as fotos, não gostar de nenhuma? Você jamais conseguirá REPETIR o que aconteceu no seu “grande dia”. Por isso, pesquise bastante! Há bons profissionais com os mais variados preços.

3) Evite comprar produtos pela internet, de sites dos quais você NÃO CONHECE a procedência (por exemplo, os chineses). Quando o produto chegar, e não for o que você desejou, não haverá mais tempo para reclamar. Já pensou não ter seu vestido de Noiva em mãos no dia da festa?

4) Evite fazer TUDO sozinha. Você não vai conseguir fazer do convite às lembrancinhas sem se estressar. A organização do casamento também deve ser aproveitada, então assuma alguns itens DIY, e em outros, peça ajuda!

5) Evite servir bebidas de marcas inferiores, somente para servir TODOS os tipos de bebida no seu casamento. Se o orçamento estiver apertado, escolha boas marcas com bons preços e reduza a variedade.

Agora, sim. Vamos às DICAS?

1) Uma boa dica é… Se você estiver com mais amigas Noivas, combinem reuniões juntas. Com mais contratos fechados, os fornecedores tendem a dar maiores descontos.

2) Diminua o máximo possível a lista de convidados. Quanto maior a festa, maiores são os gastos! O melhor critério para cortes, é ELIMINAR os grupos (este método evita comentários e fofocas!). Por exemplo: corte TODAS as pessoas da escola, TODAS as pessoas do escritório, TODAS as pessoas da faculdade. Escolha o grupo que tiver menos intimidade e elimine todo mundo que você precisa convidar por “obrigação”.

3) Ao fazer orçamentos, especifique exatamente o que deseja, para que ao realizar a cobrança, o fornecedor não possa alegar que tal item não estava incluído no preço. E quando se tornarem contratos, tenha muito cuidado. Leia cada um deles, tire suas dúvidas e modifique o que for necessário. Isso vai evitar mal entendidos futuros com adendos contratuais (e aumentos de preço por parte do fornecedor). Ah… E tenha TODOS os contratos bem guardados para poder comprovar o que contratou.

4) Caso resolva fazer alguma alteração de pedido, nunca faça somente por telefone. Mande um email, para que no futuro, caso alguma coisa aconteça, você possa comprovar o que pediu. Afinal, o fornecedor tem vários outros casais para atender, e pode se confundir (e isso pode acabar em frustração ou em aumento de preço).

5) Se você reservar um fornecedor com muita antecedência, pergunte sobre a alteração de preços até a data da festa.

6) Ao escolher a data do casamento, opte pelos meses menos concorridos, como: janeiro, julho, agosto e dezembro. Por serem menos procurados, e com menor possibilidade de outras pessoas fecharem, é possível conseguir melhores descontos na negociação. Casar em feriados prolongados, dias no meio da semana ou domingos, também são boas opções, por possuírem menor concorrência na reserva da data.

7) Contrate um cerimonialista! Além de te ajudar com toda a organização do evento, com o andamento da cerimônia e a logística no dia, o bom cerimonialista, além de indicar os melhores fornecedores, consegue melhores descontos no fechamento dos contratos. Afinal, ele fecha mais de um contrato por mês com cada um dos fornecedores, então consegue “barganhar” preços. Com certeza, o valor do profissional acaba diluído no desconto dos outros contratos fechados (e ainda evita muita dor de cabeça).

8) Eventos diurnos (normalmente) duram menos tempo que eventos noturnos. Se a sua idéia for casar à noite, escolha o último horário de cerimônia, o que fará reduzir a duração da recepção (e o consumo de bebidas alcoólicas).

9) Procure economizar com o valor da decoração da cerimônia, afinal, ela dura menos do que UMA HORA. Se você se casar em uma Igreja, procure dividir o valor da decoração com as outras noivas que também utilizarão o espaço no dia (Igreja menos concorridas, geralmente, também são mais em conta).

10) Concentre a cerimônia e a recepção no mesmo local. Você vai pagar o aluguel de um lugar só, e ainda, economiza o valor do carro que transportaria a Noiva (já que ela não vai precisar ir de um lugar para o outro). E nunca escolha um local maior do que o necessário para acomodar seus convidados (tanto a Igreja, quanto a cerimônia), pois pode acabar parecendo vazio e com decoração insuficiente.

11) Diminua o número de damas e pajens. É indelicado convidar e não pagar o traje (ou alugar) que foi especialmente feito para o seu casamento. Assim, escolha somente um casal, por exemplo.

12) Ao comparar os espaços para a recepção, leve em consideração o que cada um deles oferece. A melhor opção é contratar um local que não precise de banheiros extras, que tenha seu próprio mobiliário, com cozinha espaçosa, e que não precise de tendas. Todos estes itens alugados à parte, encarecem o valor final da festa (fora o frete de entrega, montagem e retirada). Casar em casa, por exemplo, geralmente sai mais caro do que casar em um salão.

13) Em se tratando de comida, bebida e conforto dos convidados, NÃO ABRA MÃO DE QUALIDADE. Estes são os itens mais importantes da festa! Contudo, pesquise bastante! Há bons fornecedores nos mais variados preços, e muitas vezes, produtos com a mesma qualidade possuem diferenças de preço GRITANTES, somente pela marca. Além disso, com o orçamento apertado, procure OPÇÕES mais em conta, opte por jantar em estilo BUFFET, e não finger food, ou ainda, sirva mais opções de massas e frango, em vez de carnes e frutos do mar .

14) Converse com o buffet sobre os itens que estão incluídos, além da comida, como: taças, pratos, talheres. Afinal, alugar estes itens à parte, também encarecem o valor final da festa. Não esqueça de perguntar sobre a TAXA de QUEBRA destes itens e os valores de alimentação dos fornecedores que estarão presentes na festa (como dj, garçons, cerimonialista, etc).

15) Abra mão de servir SOBREMESA no casamento e peça um desconto no valor do buffet. Com bolo, doces e mesa de café, a sobremesa é desnecessária.

16) A melhor das hipóteses é servir bebidas em consignação. Assim, o que não for consumido, pode ser devolvido ao fornecedor (se não tiver sido gelado, então peça ao maître para tomar este cuidado de gelara s bebidas aos poucos). Além disso, ofereça somente UM TIPO de cada bebida, por exemplo: um tipo de água (com OU sem  gás), um tipo de vinho tinto (seco OU suave), espumante OU vinho branco, e assim por diante.

17) Peça ao cerimonialista para realizar um bom serviço de RSVP. Controlando o número de convidados, o desperdício (tanto de comida, decoração e bebida) também estará controlado.

18) Evite detalhes DESNECESSÁRIOS nos convites, papelaria e lembranças: quanto mais pérolas, strass, bordados e laços cada item tiver, mais caros saem no final. Opte por algo simples e elegante! Para os convites, escolha papéis nacionais, em formato melhor e com menor gramatura, mas não abra mão da QUALIDADE.

19) Escolha opções de lembrança que podem ser utilizadas também na festa, como: bem casados e rasteirinhas.

20) Escolha as flores da ESTAÇÃO para decorar sua festa. De setembro à novembro as flores tem um preço (e qualidade!) melhor, já que é primavera. No final, o preço sempre sai mais em conta! Se você fizer questão de utilizar flores nobres, compre em menor quantidade e escolha somente um local de destaque para usa-las, por exemplo, o bouquet, a mesa de doces ou a mesa dos Noivos. Também é possível mesclar objetos com flores, o que reduz a quantidade de flores utilizadas em casa mesa.

21) Para a decoração, alugue o maior número de itens, em vez de comprar. Talvez você nunca mais utilize o seu topo de bolo, por exemplo, então em vez de comprar, alugue um.

22) O vestido da Noiva reserva um alto valor do orçamento. Por este motivo, em vez de fazer um vestido exclusivo, opte por um vestido de primeiro aluguel (que pode ser devolvido para a designer depois de usado), ou ainda, opte por um modelo alugado, que já diminuem bastante o preço. Se por acaso, você estiver de férias em um outro país, como os USA, trazer o vestido de lá também é uma boa opção.

23) Para a opção de sapato, escolha um modelo que você possa utilizar depois do casamento também. Assim, você se sentirá menos culpada em investir dinheiro nele.

24) Para os acessórios de Noiva, utilize algo que já pertence à sua família (jóias da sua mãe, por exemplo), ou ainda, alugue uma peça bonita.

25) Em vez de contratar uma orquestra, contrate um trio de músicos para a cerimônia. Em vez de escolher uma banda, contrate um bom DJ para animar a festa. Com menos pessoas envolvidas, o custo também é menor. Se a empresa dos músicos já tiver iluminação, cenografia e gerador incluídos, estes serviços também podem sair mais em conta.

E aí? Gostaram? Boa sorte!

 

postado por
Fernanda Barni de Almeida
Formada em Direito, descobri não ter talento para falar de coisas tristes. Romântica e apaixonada, criei o OMG para falar do que mais gosto: o amor.
TAGS
comentários