Nicole & Henrique.

16/09/2014 por Fernanda Barni de Almeida comentários

O pedido de noivado da Nicole & do Henrique seguiu o caminho mais romântico e tradicional possível: o Noivo pediu sua mão (e seu coração!) aos avós da Noiva. Dá pra ser mais fofo?

“Bom, minha história de amor não é nada convencional. Começou há OITO anos atrás e com ela posso afirmar que: SE Deus escreve o certo por linhas tortas, no nosso caso, era quase que em zig-zag.

Eu vi o Henrique pela primeira vez na piscina da academia – isso mesmo, EU VI, porque ele, nem sequer me viu!

E não foi um amor à primeira vista, posso dizer que foi um caso de HIPNÓSE à primeira vista. Não posso falar em amor, pois, nitidamente, passei primeiro por uma fase de quase obsessão.

Neste mesmo dia, fui a uma festa e adivinhem quem encontrei por lá? O Henrique! Nos conhecemos, ficamos amigos e descobrimos que ele havia começado natação na mesma hora que eu. Destino? Ah… Vale dizer que mulher NENHUMA fica linda de touca, maiô e óculos de natação.

A nossa amizade virou rolo; meus pensamentos não eram mais meus, meu coração já não batia igual, e o Henrique não entendia pq eu não o deixava em paz! Isso mesmo , “em paz”.

O Henrique era aquele solteirão convicto, que nós mulheres, aprendemos desde cedo que não é o homem certo para se apaixonar. Sabem!? Pois é! E isto nos custou CINCO anos entre idas e vindas.

Fui para terapeuta, psicanalista, vidente, astróloga… e todas diziam: “Olha, esse amor NÃO é para ser”. Então, não satisfeita, ligava para as minhas amigas (e futuras madrinhas!), desabafava com os amigos (e futuros padrinhos!) e eles prontamente diziam: “ESQUECE, esse amor NÃO é para ser”.

Minha mãe me vendo triste, dizia: “Nicole, esse amor NÃO PODE SER”. Mas eu, como boa taurina, INSISTENTE, rezava e orava dizendo: “Meu Deus, SE este amor não é para ser, TIRA logo ele do meu coração, e me mostre o caminho certo!”, e quando eu estava dizendo “amém” meu telefone tocava, e adivinhem? Era o Henrique.

Bom, apesar de todas as “consultas” eu sabia que Deus estava ali, me acompanhando. Então, eu esperei e acreditei! Assim, as brigas se tornaram risadas, o choro virou sorriso, a amizade virou namoro e o namoro virou… Uma história de amor para toda a vida.

O PEDIDO:

Em uma viagem juntos para Barcelona, o Henrique chamou minha mãe e pediu sua ajuda para escolher uma aliança de noivado para mim. Eles fizeram tudo escondido, sem que eu suspeitasse de nada. Voltamos de Barcelona no final de abril e meu aniversário era em Maio.

Quando minha família conheceu o Henrique, se encantou por ele, e ele pela minha família. Então, quando ele resolveu comprar as alianças, queria me pedir em noivado para os meus avós.

No dia 4 de maio, para comemorar meu aniversário, fomos todos no Fasano. A mesa estava linda e eu achei que o motivo era meu aniversário. O pedido veio de ‘prato principal’ e ao invés de um carpaccio veio uma caixinha da Tiffany com inúmeras flores em volta, a coisa mais linda do mundo!

Ele pediu a permissão dos meus avós e me perguntou se gostaria de ser sua esposa e a mãe de seus filhos. Falou da nossa história, como crescemos juntos e mudamos UM para completar o OUTRO. Foi muito emocionante, puro e inesquecível.

O anel de noivado simboliza o respeito, o amor e o compromisso. E tenho certeza, quem ainda não é Noiva vai sentir isso o dia em que colocar uma aliança no dedo. TUDO MUDA!”
image

 

postado por
Fernanda Barni de Almeida
Formada em Direito, descobri não ter talento para falar de coisas tristes. Romântica e apaixonada, criei o OMG para falar do que mais gosto: o amor.
comentários