Thais & Vinicius.

09/04/2015 por Fernanda Barni de Almeida comentários

Quem é do “mundo casamenteiro” paulistano conhece o cerimonialista Vinicius Favale. À frente da Múltipla Eventos, é daqueles meninos polivalentes e empreendedores. Foi meu professor (por algumas vezes já!) e acabou se tornando meu amigo! Nós até já entrevistamos o Vi por aqui, mas o post de hoje é bem mais especial! Isto porque… #oassessorvaiCASAR.

Um dia à tarde o Vi me ligou contando que ia pedir a Thais em casamento. O pedido ia acontecer em Veneza, e como Veneza é um dos lugares que mais gosto no mundo, ele queria dicas do lugar. Super topei ajudar (tem ajuda mais gostosa do que essa, gente? Ainda mais para uma romântica assumida como eu?), contanto que ele contasse o pedido aqui no Blog.

Conforme o prometido… Aqui está! Foi lindo, gente!

“Eu e a Thais já estávamos há quatro anos e meio juntos. Já havíamos até comprado nosso apartamento, mas ainda faltava fazer o pedido de casamento. A Thais já havia deixado claro, que ela queria tudo como mandava o figurino. Nem precisava dizer, pois eu também queria que fosse assim.

Decidimos passar nossas férias viajando, e nos organizamos para ir à Itália. Foi então que pensei, não haver destino melhor para fazer um pedido de casamento… um lugar romântico e diferente, exatamente como eu gostaria que fosse. Contei meus planos pra Agência Cheers Travel e comecei com a organização de cada detalhe.

Para que tudo saísse conforme estava imaginando, conversei com alguns amigos e pedi dicas de lugares especiais por lá! Também visitei inúmeras lojas para escolher o anel de noivado perfeito e não o encontrava. Foi então que procurei a profissional Rosana Negrão, que desenvolveu um anel exclusivo, inspirado em um modelo que eu havia encontrado na internet. Ficou muito acima das minhas expectativas!

Com a viagem comprada e com o anel em mãos, fiquei apenas indeciso de como aconteceria o tão esperado pedido! Com base no nosso roteiro, decidi que este momento especial só poderia acontecer em um lugar: Veneza. De todos os lugares que visitaríamos, Veneza tinha o clima de romance ideal!

foto 2

Chegamos primeiro em Milão, onde passaríamos quatro dias antes de seguir para o destino onde aconteceria o pedido. E para minha surpresa (e desespero!), minha mala que estava com o anel dentro, foi extraviada. Sim, neste momento, você está se perguntando por quê despachei o anel na mala? Eu estava como medo de estragar a surpresa deixando-o muito perto da Thais, em minha bagagem de mão. E se ela encontrasse o anel antes da hora?

Dois dias depois, nossas malas chegaram! Juro que nem estava preocupado com as roupas, que a essa altura da viagem, já faziam falta! Queria mesmo era saber do anel! E… Ufa!… ele estava lá. Dalí por diante, não desgrudei mais os olhos dele!

Saímos de Milão e fomos à Veneza, no dia 30 de Dezembro.

Neste dia, despistei a Thais (que no fundo, acho que já esperava pelo pedido!). Convidei ela para jantar em um lindo e luxuoso restaurante, localizado em frente ao Gran Canale de Veneza, o Restaurante Terraço do Hotel Danieli. Estávamos em um lugar lindo, bem em frente à janela, bem vestidos e apaixonados. Cenário perfeito. Mas, eu já havia decidido que o pedido não aconteceria ali. Ao fim do jantar, voltamos para o Hotel e eu já tinha percebido que a Thais estava meio frustrada (mesmo que ela negue até o fim).

Mas era isso mesmo que eu queria: que ela não desconfiasse! No dia seguinte, último dia do ano, para que assim ficasse marcado, seria o dia do pedido! Mal dormi à noite, mal tomei café da manhã. Estava ansioso para o que iria acontecer!

Combinamos de sair para passear pelas ruas, fugi da Thais por uns cinco minutos, para ter tempo de pegar duas taças e uma champagne e colocá-la escondida na minha mochila, junto com o Anel. E deu tudo certo!

Durante o passeio, eu estava frustrado, pois o dia amanhecera nublado e extremamente frio. E não era bem este cenário que eu havia imaginado. Eu queria sol e um céu azul, para iluminar o Gran Canale, onde passearíamos de Gôndola. Eu queria pedí-la em casamento em uma gôndola. Pode até parecer meio clichê, mas acredite, foi mágico!

Os Deuses intercederam, o sol abriu, as nuvens desapareceram. Tinha chegado a Hora! Eu mal podia esperar… E a Thais ? Bem, ela nem imaginava!

Entramos em uma gôndola e comecei a pensar em como faria. Ao entrar no Gran Canale, percebi que era a hora de o pedido acontecer! Me coloquei em frente dela e comecei a tentar dizer tudo aquilo que havia ensaiado por meses. A Thais estava tão distraída com o passeio, que não entendeu o que estava por vir.

Foi aí que, para que ela prestasse a atenção em mim, ajoelhei-me e fiz o pedido, tirando do bolso o anel de noivado! Ela chorou emocionada e o discurso que preparei, perdeu-se em meio ao beijo e ao abraço que demos (a verdade é que eu também comecei a chorar e não consegui dizer mais nada).

Foi emocionante, foi incrível! Fazê-la feliz neste momento tão importante em nossas vidas, era tudo o que queria. Não podia ser diferente! Desde lá, nosso relacionamento só melhorou! Que venha o nosso casamento!”

foto 3foto 4foto 5foto 1

 

postado por
Fernanda Barni de Almeida
Formada em Direito, descobri não ter talento para falar de coisas tristes. Romântica e apaixonada, criei o OMG para falar do que mais gosto: o amor.
comentários