OMG Entrevista! – Letícia Liberato, apresentando o Trio Toque de Classe.

20/06/2014 por Fernanda Barni de Almeida comentários

Quando o assunto é música de cerimônia de casamento, atire a primeira pedra a Noiva que não se enche de dúvidas na hora de escolher o repertório. É ou não é?

Na cerimônia as emoções estão à flor da pele e a música tem o papel de ajudar a desabrochar este sentimento, de tornar os momentos mais marcantes, e ainda, de dar um toque pessoal ao ritual dos Noivos.

Por este motivo, o OMG resolveu fazer algumas perguntinhas à Letícia, do Trio Toque de Classe. Um grupo formado por voz, violino e piano, de repertório muito elegante e que agrada até os ouvidos mais exigentes.

13890555859_2b773b3b19_z 14074060641_f5d5c6f380_z

OMG – I’m Engaged! – O que os Noivos devem levar em consideração na hora de escolherem os músicos certos para a cerimônia?

Letícia Liberato – A escolha dos músicos para a cerimônia depende do estilo dos Noivos e principalmente do local da cerimônia. Um casamento ao ar livre, por exemplo, pode se utilizar de algo diferente, enquanto que na Igreja, alguns limites devem ser respeitados.

OMG – I’m Engaged! – Com que antecedência os Noivos devem contratar os músicos da cerimônia?

Letícia Liberato – Para não correr riscos, se a data escolhida for uma das mais procuradas, como nos meses de abril/maio ou setembro/novembro, o mais indicado é fechar o contrato entre 1 ano até 6 meses de antecedência.

OMG – I’m Engaged! – Quais são os aspectos que devem ser considerados ao escolherem a trilha sonora da cerimônia? Existe, por exemplo, alguma diferença ao escolher músicas para uma cerimônia realizada dentro da Igreja ou fora dela?

A trilha sonora deve primordialmente ter relação com os NOIVOS. Claro que um casamento na praia pede músicas mais descontraídas, enquanto que um casamento na Igreja possui critérios mais rigorosos, com músicas litúrgicas para o Salmo, Aclamação ao Evangelho e Comunhão, por exemplo. Mas nada impede de um casamento com cerimônia ao ar livre ou em um salão de terem músicas mais clássicas e de um casamento na Igreja ter músicas mais populares. Tudo vai depender de um pouco de bom senso quanto aos ritmos e principalmente quanto às letras. E óbvio, os bons profissionais podem ajudar.

OMG – I’m Engaged! – Quantas músicas são necessárias escolher para a cerimônia de casamento?

Letícia Liberato – A cerimônia normalmente é composta de aproximadamente 10 músicas. Os momentos mais utilizados são: entrada dos padrinhos e dos pais, do noivo, da florista, da noiva, das alianças, a comunhão (caso possua), as assinaturas e fotos, e por fim, a saída dos Noivos e convidados. Alguns momentos podem ser suprimidos e outros acrescentados, como a entrada dos amigos do noivo e da noiva, a saída dos pais para buscarem seus filhos e a entrada dos avós do noivo e da noiva. Tudo vai depender de como vai acontecer a cerimônia e tudo isso precisa ser previamente combinado entre profissionais e Noivos.

OMG – I’m Engaged! – Você pode, por favor, nos dar dicas de como escolher a música certa para cada um dos momentos da cerimônia?

Letícia Liberato – Eu sempre digo que os personagens principais são os Noivos. As músicas que eles escolherem, além de ter algum significado, devem ser especiais e criar impacto nos convidados. No caso de o casal ter muitos padrinhos, sugiro uma música bem longa, e melhor ainda se for instrumental, para não ficar repetitiva. Para os pais, a  música pode ser do tempo deles, alguma música dos Beatles, Roberto Carlos, ou ainda, uma instrumental clássica. Para as crianças, as músicas da Disney ficam divertidas, cantadas ou instrumentais. Na hora das assinaturas e fotos, uma boa pedida é escolher uma música conhecida por todos, pois os convidados terão uma distração, além de ficarem aguardando a saída dos noivos. A música para a saída deve ser animada, deve fazer a transição da cerimônia para a festa.

OMG – I’m Engaged! – As músicas precisam harmonizar umas com as outras? Por exemplo, no caso de escolher uma música instrumental, todas as outras devem ser instrumentais?

Letícia Liberato – Não necessariamente. Misturar um pouco o repertório é legal para a cerimônia não ficar cansativa. Nem sempre todas as músicas que tem significado para o casal possuem o mesmo estilo, certo? Então, é possível sim, misturar estilos diferentes como: instrumental, inglês, português, francês e a cerimônia ficar linda e emocionante. Mas é preciso ORNAR o conjunto, é preciso ser sonoro e agradável aos ouvidos.

OMG – I’m Engaged! – Pelo site é possível perceber que vocês possuem um repertório bastante variado de músicas para a cerimônia. No caso de a Noiva escolher uma música que ainda não consta no repertório, como ela deve proceder? É possível aprender uma nova música?

Letícia Liberato – Nosso repertório é bem variado, e estamos inserindo músicas novas SEMPRE. Se os Noivos optarem por uma música que ainda não consta em nossa lista, não há problema algum. Aprendemos a música nova, claro, sempre de acordo com os instrumentos do grupo que são: piano, violino e voz. Às vezes a música escolhida não fica tão legal nestes instrumentos, então estamos aptos a sugerir e ajudar a encontrar outras opções.

OMG – I’m Engaged! – Quais são as músicas mais pedidas pelos Noivos?

Letícia Liberato – Para ajudá-los, resolvi fazer uma listinha com as músicas mais pedidas abaixo:

Padrinhos: Canon in D (Pachelbel)

Pais: Over the rainbow (Tema do Mágico de Oz)

Noivo: Stand by me

Florista: Alecrim Dourado

Noiva: Marcha Nupcial (Mendelssohn)

Alianças: Can you feel the love tonight (Tema de O Rei Leão)

Assinaturas e Fotos: Hallelujah (Tema de Shrek)

Saída: Happy Together.

 

Ficaram curiosas para ver uma palhinha? Abaixo, a Marcha Nupcial de Mendelssohn, tocada pelo Toque de Classe:

 

postado por
Fernanda Barni de Almeida
Formada em Direito, descobri não ter talento para falar de coisas tristes. Romântica e apaixonada, criei o OMG para falar do que mais gosto: o amor.
TAGS
comentários