Férias em Singapura – OMG Viaja!

04/12/2015 por Fernanda Barni de Almeida comentários

Nós prometemos que sairíamos de férias e contaríamos todos os detalhes da viagem na volta, para ajudar nossas noivas-leitoras a planejarem a viagem de lua de mel. E aqui está o último post da série!

Quem acompanhou os posts que fizemos no nosso Instagram, já tem uma idéia dos destinos que visitamos e do quanto a viagem foi interessante! Que culturas incríveis e quantas coisas diferentes nós planejamos em parceria com a TM Travel nesta viagem pela Ásia. E o nosso destino de hoje é a cidade Estado de Singapura.

O que você precisa saber antes de ir:

Moeda: Dólar de Singapura.

Língua: São quatro idiomas oficiais, sendo o inglês o predominante.

Fuso horário: Onze horas a mais que a hora de Brasília, oscilando de acordo com o horário de verão e inverno no Brasil.

Clima: Como em todo o sudeste asiático, faz calor o ano inteiro. Possui uma temperatura média anual de 26 graus, portanto, qualquer data é propícia para viajar.

Como chegar: Há vôos diretos partindo de Guarulhos ou Rio de Janeiro pela Emirates (com cerca de 14 horas de viagem).

Vistos e vacinas: Para brasileiros em turismo, no período máximo de 90 dias, não há necessidade de visto. É preciso um passaporte com validade mínima de 06 meses e a vacina de febre amarela é obrigatória.

O que levar na mala: Roupas leves, protetor solar, óculos de sol e sapatos confortáveis.

Tudo certo até aqui? Vamos começar!

* SINGAPURA

Singapura é uma Cidade-Estado situada no sudeste asiático. A Ilha tem uma história recente: já foi colônia britânica (daí vem o idioma inglês predominante e a mão inglesa das ruas) e também já fez parte da Malásia. Mas, no ano de 1965, há exatos 50 anos, se tornou um país independente.

Singapura é uma cidade realmente incrível. Tem cerca de 5 milhões de habitantes, é super high tech, totalmente arborizada, organizada, limpa e ainda é considerada a cidade mais segura do mundo! Parece um sonho morar em um lugar assim, não é mesmo? Mas, tudo isso é resultado de um governo mão-de-ferro, que regula tudo o que acontece no país com muitas multas e um povo que o ajuda a controlar cada uma destas regras.

Por este motivo, é preciso prestar atenção em tudo o que vocês fazem em Singapura. Por exemplo, é proibido mascar chicletes no metrô (aliás, vocês não vão encontrar chicletes para vender em nenhum lugar), também é proibido não dar descarga em banheiros públicos, é proibido atravessar fora da faixa de segurança, é proibido jogar lixo no chão, é proibido xingar em público, e pode até parecer brincadeira, mas é proibido andar nu em sua própria casa. E sim, existem fiscais para verificar cada um destes itens, mas os verdadeiros fiscais são o próprio povo, que são incentivados a denunciar ao governo cada coisa considerada irregularidade. Sendo assim, considerem-se vigiados sempre!

Por outro lado, nesta viagem, vocês vão entender o verdadeiro significado de um serviço de excelência, desde o aeroporto. Changi é considerado o aeroporto mais moderno do mundo e merece mesmo o título: são muitas poltronas de massagem, espreguiçadeiras, espaços para recarregar o celular, wifi, restaurantes e lojas em todo o saguão. Tudo o que vocês precisam, se por acaso, precisarem ficar algumas horas aguardando no aeroporto.

Além disso, o sistema de transporte na cidade é muito eficiente, então aproveitem para andar muito a pé e usar bastante o metrô. Vale muito a pena! As ruas são limpíssimas, bem sinalizadas e todos respeitam os sinais para atravessar e a faixa de segurança. As estações de metrô são limpas, possuem ar condicionado, são bem sinalizadas e com bastante gente disposta a ajudar.

Singapura tem vários pontos turísticos e muita coisa interessante pra ver. Acontece que tínhamos um compromisso na cidade que era prioridade: o Singapure Grand Prix. A única corrida noturna de todo o circuito de F1 e que acontece nas ruas da cidade, estava acontecendo enquanto estávamos hospedados em Singapura, então, não pudemos deixar de ir. Assim, as visitas aos bairros étnicos, por exemplo, ficaram para uma próxima oportunidade.

Abaixo, tudo o que nós mais gostamos de visitar:

* Marina Bay Sands Hotel 

IMG_7099 IMG_7101 IMG_7104

O Marina Bay Sands é o Hotel ícone de Singapura. São três torres que sustentam um longo deck, onde está localizada a maior piscina de borda infinita do mundo. Esta piscina só pode ser utilizada pelos hóspedes do Hotel, contudo, é possível pegar um elevador para visitar um outro lado do deck de observação, um espaço autorizado para não hóspedes, o Sands Sky Park. A vista é mesmo impressionante!

Dentro do Hotel há alguns restaurantes e cafés abertos ao público no hall de entrada, e ainda tem um shopping em anexo, o The Shoppes at Marina Bay Sands, que conta com lojas das melhores grifes do mundo, muitos restaurantes (inclusive uma churrascaria rodízio) e um Casino. Vale a pena visitar!

*Gardens by the Bay – Supertrees 

IMG_1362 IMG_1368IMG_1375IMG_7181IMG_1373IMG_1381

No dia em que visitarem o Hotel Marina Bay Sands, aproveitem para passear pelo Gardens By The Bay, que fica bem ao lado. O lugar é incrível! Um mega parque, com mais de 100 hectares de área verde.

O que nós mais adoramos no parque foram as Supertrees. São onze estruturas de aço que imitam árvores, com alturas entre 25 e 50 metros e que abrigam cerca de 170.000 plantas, com mais de 200 espécies diferentes. Uma das Supertrees ainda possui um restaurante delicioso com uma super vista da cidade.

* Fórmula 1 Night Racing

Cópia de IMG_1383 Cópia de IMG_7118 Cópia de IMG_7132Cópia de IMG_1319 Cópia de IMG_7215

A corrida de Fórmula 1 em Singapura é mesmo um espetáculo à parte. A prova acontece durante a noite e no meio das ruas da cidade. São 5.065 km e 61 voltas de muita emoção. Eu, que nem sou tão fã de automobilismo, adorei a experiência e o ronco dos motores. A cidade é toda iluminada e tem-se uma vista privilegiada de dentro do circuito.

Além disso, após as corridas, há sempre bons shows gratuitos. Tivemos a oportunidade de assistir Maroon 5 na noite do treino, e no dia da corrida, vimos Bon Jovi. Foi incrível!

E assim acabam nossas dicas de férias. E aí? Gostaram do último post? Qualquer dúvida, deixem nos comentários abaixo que eu respondo com todo carinho! Foram tempos tão legais, que já estou com saudades deste lugar! 

postado por
Fernanda Barni de Almeida
Formada em Direito, descobri não ter talento para falar de coisas tristes. Romântica e apaixonada, criei o OMG para falar do que mais gosto: o amor.
TAGS
comentários