Lua de Mel na Ilha da Madeira.

28/05/2014 por Alessandra Verna comentários

Descoberta em 1419 pelos navegadores portugueses e situada em pleno Oceano Atlântico, a 90 minutos da Capital Portuguesa, encontra-se um pequeno oásis com uma luxuriante vegetação salpicada de flores multicolores: A Ilha da Madeira.

Neste pequeno paraíso de clima subtropical, encontra-se gente simpática e hospitaleira. Um pequeno mundo de paz e lazer. Do vinho da Madeira à gastronomia, das festas tradicionais à beleza natural do límpido Oceano de temperatura amena, a sedução deste local único não acaba nunca.

A paisagem, a cultura, a culinária, os eventos, a vida noturna, os parques e os jardins constituem os cenários ideais para a viagem de lua de mel!

A agência de viagem TM Travel, especialista em lua de mel, nos mostra porque esse é o destino ideal para os casais que buscam excelência de serviços, paisagens deslumbrantes e muito romantismo.

Ilha da Madeira Ilha da Madeira2 Ilha da Madeira3 Ilha da Madeira4 Ilha da Madeira6 Ilha da Madeira8 Ilha da Madeira9 Ilha da Madeira10 Ilha da Madeira11 Ilha da Madeira12 Ilha da Madeira13 Ilha da Madeira14

Por que ir?

Uma viagem romântica perfeita pode nascer da simples contemplação de uma paisagem junto de quem mais se ama, marcando a ocasião como um presente inesquecível.

O Arquipélago da Madeira constitui um refúgio idílico para umas férias românticas únicas, longe de tudo. A ilha convida os recém-casados a usufruir de umas férias a dois, num local bem secreto, rodeado pela natureza, por conforto e bem-estar, elementos essenciais para dias regados a muita paixão.

Assistir ao pôr-do-sol à beira-mar, que se esconde por detrás de sinuosas montanhas constitui o mote perfeito para fazer estremecer qualquer coração!

A ilha do Porto Santo, com a sua delicada praia de areia dourada, deslumbra quem a visita e convida a muitos banhos e atividades relaxantes a dois.

Vale à pena usufruir dos mais variados tratamentos à base de massagens e água, disponíveis no Centro de Talassoterapia do Porto Santo.

Passear a cavalo no crepúsculo constitui outro programa invulgarmente romântico e inesquecível.

Participar de uma das variadas festas tradicionais que animam esta comunidade durante o ano fará com que os pombinhos levem pra casa lembranças marcantes e muito alegres.

Para uma lua-de-mel, o Arquipélago da Madeira apresenta-se como um destino paradisíaco. Venha viver o romance e apaixone-se pela Madeira!

Quando ir?

Abençoada por uma posição geográfica privilegiada, que determinou a sua orografia montanhosa, a ilha da Madeira oferece uma espantosa amenidade climática com temperaturas médias muito suaves que oscilam entre os 25ºC no Verão e os 17ºC no Inverno. Desta forma, é um destino que pode ser visitado durante o ano todo. Para os casais que buscam praia e sol, sugerimos o verão; já para os que preferem o aconchego das montanhas e um clima mais ameno, nada melhor do que o outono ou inverno.

O que fazer?

* Festas Tradicionais

Começando pelo mês de Fevereiro, com a folia das festas de Carnaval e os seus típicos desfiles, para logo depois se dar lugar à insuperável Festa da Flor. Já durante todo o mês de Junho segue-se o Festival do Atlântico.
No culminar do Verão, em Setembro, na Festa do Vinho e das Vindimas, celebra-se a colheita que se tornará a bebida eleita dos Deuses.

No início do mês de Dezembro, a cidade “aperalta-se”, enche-se de luzes multicores e animação de rua constante. É com transbordante felicidade que se celebra o nascimento de Jesus.
Esta festa culmina com a passagem de ano. Talvez a maior festividade local, em que o estalar dos fogos de artifício e o buzinar dos paquetes repletos de turistas, vem dar mais vida e cor ao já então espectacular anfiteatro da baía do Funchal.

* A Cidade do Funchal

O Funchal oferece ao visitante uma cidade limpa e aprazível, com parques e jardins floridos, repletos de plantas e árvores endémicas da ilha. Um leque variado de museus e monumentos espera o visitante que deseje conhecer mais em pormenor a história deste “Nobre Povo”.

Na zona velha da cidade vale à pena pegar o teleférico e subir até ao Monte e descer nos típicos carros de cestos. À noite se encontra o restaurante ideal para provar a gastronomia Madeirense ao som do “Bailinho da Madeira” ou até mesmo do Fado (a canção mais típica Portuguesa).

Para as compras, a baixa é simplesmente um centro comercial a céu aberto onde se encontra de tudo, sendo obrigatória uma visita ao Mercado dos Lavradores, onde não faltam as flores e frutas tropicais, além do mais típico dos peixes, o Peixe Espada Preto.

As mocinhas casadas não podem voltar para casa sem conhecer e comprar, pelo menos uma peça, dos mais ricos bordados à mão.

Para adoçar o dia não deixem de visitar uma das adegas e de provar o célebre Vinho da Madeira acompanhado do Bolo de Mel.

* Rica Gastronomia

Graças à fertilidade do terreno e à abundante fauna marítima, a Madeira dispõe de uma gastronomia saudável. Pratos de peixe como o “Filete de Espada”, “Bife de Atum” e “Atum de Escabeche”, e outros, à base de carne, como a tradicional “Espetada” ou a “Carne de Vinha d´Alhos”, acompanhados pelo típico “Milho Frito” e o saboroso “Bolo do Caco”, são repastos obrigatórios para quem visita a ilha.

Sugerimos o restaurante A Montanha (Sítio das Neves, 291 793 182) para os casais que quiserem degustar um delicioso prato de carne.

Já o beira-mar Doca do Cavacas (Estrada Monumental, Ponta de Cruz, 291 762 057) serve um excelente peixe fresco.

Em Camacha, O Abrigo do Pastor (Estrada Carreiras Vale Paraiso, 291 922 060, fecha segunda-feira) é famoso pelo leitão assado e ensopado.

No morro, em Poiso, a Casa do Abrigo do Poiso (291 782 269) serve espetada (espetinhos grelhados), açorda (milanesas no ovo e alho) e truta.

Entre os cafés famosos estão o Funchal e o Apolo, ambos na Rua Dr António Almeida. Experimente a especialidade local, o bolo de mel.

* Esportes

Para os amantes do mar, cuja temperatura varia entre os 19º e os 24ºC, estão reunidas condições fantásticas para a prática de snorkeling, mergulho, vela, surf, windsurf e pesca desportiva, durante todo o ano. As praias do Jardim do Mar, Fajã da Areia (São Vicente) ou do Porto da Cruz oferecem as melhores ondas da Europa.

Imperdível será também um tranquilo passeio de barco, ao longo da costa, para se observar os golfinhos, as baleias e os lobos-marinhos que cruzam os mares madeirenses.

Os noivos que procuram sensações mais fortes, certamente estão no destino certo. Sobrevoar a ilha de parapente ou de asa-delta, descobrir o interior das montanhas através da prática de canyoning, escalar os picos mais altos, tirar partido da adrenalina de um jet-ski ou, simplesmente, usufruir da sensação de liberdade que o kitesurfing oferece, são algumas das experiências desportivas que a Ilha da Madeira proporciona aos seus visitantes.

Para os adeptos de atividades mais tranquilas, o golfe, o trekking e os passeios a pé assumem-se como excelentes alternativas para conhecer, de perto, as características naturais deste arquipélago verdejante.

* Diversão

No quesito animação noturna, não faltam programas para todos os gostos: jantar num restaurante local para saborear a deliciosa gastronomia regional, tentar a sorte no Casino da Madeira, tomar um drink num dos bares locais e acabar a noite em uma das discotecas da moda.

Informações Úteis:

Deslocamento: A melhor forma de conhecer a ilha é de carro, isto porque a Madeira conta com uma moderna estrutura rodoviária, deixando acessíveis os principais pontos turísticos.

Moeda Local: Euro.

Eletricidade: A corrente é de 220V.

Fuso horário: Três ou quatro horas a menos que a hora de Brasília, oscilando de acordo com o horário de verão e inverno.

Como chegar: Saindo do Brasil, a melhor opção é voar até Lisboa e de lá pegar um voo para a Ilha da Madeira com duração de 90 minutos.

Visto não é necessário. Apenas passaporte com validade mínima de 06 meses e seguro viagem com cobertura médica mínima no valor de EUR 30.000. A vacina de febre amarela não é necessária.

Gorjeta: É comum e bastante utilizada para camareiras, guias e garçons. O valor varia entre 15% a 20% dos serviços no caso de restaurantes.

Sugestão de Itinerário na Ilha:

Pela costa Sul se encontra a mais pitoresca Vila Piscatória – Câmara de Lobos – para logo depois subir até ao Cabo Girão (para se observar baleias) – O mais alto Cabo da Europa e o segundo mais alto do mundo, de onde se obtém uma vista panorâmica sem igual. A 1.400m de altitude, o Paul da Serra é o maior planalto da Ilha e no Rabaçal chega-se ao Coração da floresta “Laurissilva”, endémica da Madeira e reconhecida pela UNESCO como Património Natural Mundial. Ao chegar a Porto Moniz dê um mergulho antes do almoço nas piscinas naturais cravadas na lava solidificada.

Ao percorrer a costa norte da ilha prepare-se para as cascatas de água, tombando algumas sobre a estrada, refrescando quem quer que lá passe. Já em Santana, a casa típica de Santana é o que de mais típico e original se encontra no norte da Ilha.

O Pico do Arieiro, o segundo ponto mais alto da Madeira – 1810m – de onde se pode fazer um percurso a pé até ao Pico Ruivo – 1861m. Aqui sentimo-nos no topo do mundo. Ao passar pelo Monte, é imperativo descer no típico carro de cestos empurrados por motoristas usando chapéus de palha, mas não sem antes visitar a Igreja de Nossa Senhora do Monte – Padroeira da Madeira. Do Monte pode ainda visitar os bonitos jardins e deslumbrar-se com a vista sobre toda a cidade do Funchal.

Na Camacha se encontra os artesãos que com as suas mãos abençoadas fazem com o vime todos os tipos de peças, do mobiliário aos menores objetos para decoração. Ali ao lado fica o Santo da Serra onde se pode jogar uma partida de golfe ou simplesmente tomar uma bebida no “Clubhouse” com uma vista deslumbrante sobre a Ponta de São Lourenço e a cidade de Machico, na qual em 1419 desembarcaram os navegadores Portugueses liderados por João Gonçalves Zarco.

Para completar o itinerário pela ilha há que visitar a Eira do Serrado e observar de uma altitude superior a 1000m o Curral das Freiras, pequena povoação que se alojou na base de uma cratera de um vulcão, extinto há milhões de anos.

Sugestões de Hotéis:

* Choupana Hills

O Choupana Hills localiza-se no alto de uma montanha com vista sobre o Funchal e é ideal para quem procura passar dias de descanso e muito romantismo.

Desenhado pelos arquitetos franceses Michel de Camaret e Didier Lefort, o Choupana tem tido grande destaque na Madeira graças à sua localização privilegiada, mas também pelo seu conceito de inspiração asiática.

Logo à chegada, é impossível não ficar maravilhado pela piscina, enquadrada entre a mata natural e os jardins da propriedade, onde ficam situados 34 bungalos construídos sobre estacas. É nestas construções que ficam os 60 quartos e as quatro suites projetados sobre a baía, todos eles detentores de uma espaçosa varanda que nos convida a ficar ali, em total estado de letargia, a contemplar a linha do horizonte. Uma taça de espumante, a companhia da pessoa amada e esta vista, fazem do Choupana o hotel ideal para os casais em lua de mel, afinal, admirar o Funchal do alto, forma tão exclusiva é privilégio para poucos.

Um dos locais mais gostosos do hotel é o Choupana Health & Beauty SPA, considerado um dos melhores spas da Europa, o qual oferece inovadores métodos de relaxamento. É uma boa maneira de passar os dias, entre uma massagem matinal, uma típca refeição madeirense, uma caminhada pela levada dos Tornos (que atravessa a própria propriedade) e o regresso para uma sauna e um mergulho numa das duas piscinas aquecidas.

No restaurante Xôpana, com um décor sofisticado de influência oriental, reinventam-se sabores, pela mão do chef Eyck Zimmer, num conceito de “Fusion Cuisine”. Sugerimos que termine as noites no Basalt Bar, à luz das velas, numa magnífica varanda com vista para as luzes do Funchal que, lá em baixo, na baía, parece um cenário inventado pelos deuses para nos agraciar.

ChoupanaHills ChoupanaHills2 ChoupanaHills3 ChoupanaHills4 ChoupanaHills5 ChoupanaHills6 ChoupanaHills7

* Casa Velha do Palheiro

Localizado nas colinas do Funchal, este antigo ex-lodge de caça é exemplo perfeito da tradição local das “quintas”, casas senhoriais convertidas em hotéis de charme. O Casa Velha do Palheiro foi construído em 1804 e seus três edifícios são um refúgio de calma e harmonia entre as flores. É o local ideal para explorar a natureza ao longo das “levadas” ou dos fantásticos jardins botânicos, relaxar no delicioso spa, praticar sua tacada de golfe no Palheiro Golf Club, ou visitar a cidade do Funchal, com seus monumentos e cafés onde o famoso vinho da Madeira é servido.

Este encantador hotel, pertencente à rede Relais & Chateaux, conta com 37 quartos luxuosos e Spa. Para os recém-casados, sugerimos se hospedarem na Suíte Sênior Ala Golf na Casa Velha, a qual possue linda vista para o campo de golf, quarto e sala separados e banheira de hidromassagem para relax.

Diferencias TM Travel para casais em lua de mel que se hospedarem no Casa Velha do Palheiro:

* Transfers aeroporto / hotel após chegada e partida;

* Espumante, cesta de fruta e flores frescas no quarto na chegada;

* 1 Jantar no restaurante da Casa Velha do Palheiro, incluindo garrafa de vinho da casa;

* 1 Visita guiada à “The Old Blandy Wine Lodge”;

* 1 Massagem para o casal (30 minutos) no Palheiro Spa;

* Acesso gratuito aos Jardins do Palheiro;

* Acesso gratuito às zonas úmidas do Palheiro Spa.

Casa Velha do Palheiro Casa Velha do Palheiro2 Casa Velha do Palheiro3 Casa Velha do Palheiro4 Casa Velha do Palheiro5 Casa Velha do Palheiro6 Casa Velha do Palheiro7

A TM Travel oferece diferenciais exclusivos para Noivos. Para criar um roteiro personalizado, entre em contato com a especialista em lua-de-mel através do e-mail ale@tmtravel.com.br ou pelo telefone (11) 5051.0871

postado por
Alessandra Verna
Especialista em lua de mel na TM Travel, agência que oferece assessoria e consultoria para o planejamento de roteiros de viagem personalizados aos noivos, além de diferenciais exclusivos.
comentários