Lua de Mel na Namíbia.

25/05/2016 por Alessandra Verna comentários

A Namíbia é um destino inesquecível, cercado de excepcional beleza e vida selvagem. O lugar é perfeito para os casais que amam aventuras radicais e cenários únicos.

A maior atração do local é a diversidade – o céu azul marinho estrelado é indiscutivelmente o mais bonito do mundo, a lagoa de flamingos é um espetáculo para os olhos, as dunas possuem beleza indescritível, o deserto é o mais antigo do mundo e os safáris são realizados em um dos lugares mais remotos do planeta.

Existem ainda, excelentes parques nacionais de vida selvagem para visitar, luxuosos lodges para estadia, gastronomia deliciosa e um atendimento sem igual. Os recém casados terão a oportunidade de se emocionar de diferentes maneiras.

Por que ir?

Sossulvlei_3-11_088 Sossulvlei_3-11_109 Damaraland298 GrtNamJrny-2_SossusvleiSossusvlei148Sossulvlei_3-11_154e

A Namíbia está localizada na costa oeste do continente africano, às margens do Oceano Atlântico. Um vasto país, árido e desértico, que apresenta dramáticos contrastes em sua topografia. Inicia com as verdes florestas da região nordeste, transformando-se em um deserto de dunas douradas na costa ocidental.

O país é ocupado por uma planície elevada escarpada onde está Windhoek, sua capital. Na zona central, as estepes e as savanas se confundem e ali se encontra a fauna africana que se adaptou a estas condições climáticas extremas: elefantes, rinocerontes negros, girafas, leões e também os antílopes como os Oryx e Kudus.

Para explorar as principais atrações da Namíbia,o ideal é voar em pequenas aeronaves, em voos que permitem maior flexibilidade e autonomia para conhecer este magnífico país.

É mandatário desbravar a extensa e exótica costa em Sossusvlei, onde encontra-se o deserto da Namíbia, cenário de muitos filmes hollywoodianos, com as suas dunas alaranjadas entre as mais altas do mundo, que se estendem por centenas de quilômetros paralelas à costa e atingem o seu máximo com 380 metros de altura. Incrivelmente, as dunas não movem a sua base já que as raízes das plantas permitem a sua fixação e a areia apenas ondula no topo, devido à mudança dos ventos predominantes nos meses de verão e inverno.

Descubra, também, o Skeleton Coast com suas carcaças de naufrágios que pontilham a costa, visite Walvis Bay – uma importante vila portuária e Swakopmundque que é considerada a capital da aventura, com muitas opções ao ar livre.

A região deslumbrante semidesértica de Damaraland, é também refúgio dos elefantes do deserto, do rinoceronte preto e springbok. E ao norte,um dos pontos altos da viagem, o famoso Etosha National Park – que oferece uma variedade excepcional e abundante vida selvagem com uma área de 22.270 km quadrados e é o lar de varias espécies de mamíferos, aves, répteis e uma paisagem marcante, a aridez do parque e a escassez de água fazem com que os animais, de diferentes espécies, se reúnam na mesma área restrita e ao mesmo tempo acessívela os viajantes em jipes 4×4 – o parque é considerado entre os melhores lugares para safáris fotográficos da África.

Quando ir?

De abril a junho, os dias são quentes e as noites frias, de julho a setembro os dias são agradáveis, mas as noites são bem geladas e de novembro a fevereiro, os dias são bem quentes com chuvas que refrescam. O vento é forte o ano inteiro, vindo do Atlântico.

O que fazer?

* Em Sossusvlei, é possível acordar entre as 4h30 ou 5h00 da manhã para apreciar o nascer do sol no deserto. Este é, sem dúvidas, o melhor momento do dia para observar as famosas dunas, um cenário mágico. As cores alaranjadas e vermelhas dançam conforme os raios do sol;

* Visitar uma tribo Himba, que têm sobrevivido à aridez do deserto e até às alterações climáticas. Incrivelmente, têm resistido à crescente globalização, mantendo-se isolados em aldeias e comunidades fechadas. São poucas as que aceitam receber turistas, sendo assim, é um privilégio que não deve se perder;

* Visitar a linha imaginária que marca o Trópico de Capricórnio;

* Explorar a baía de Walvis, na área de Swakopmund, é um lugar privilegiado para observação de flamingos cor-de-rosa;

* Fotografar a região do Dead Vlei, a beleza árida deste pequeno lago seco cujo nome significa Pântano
Morto, uma área bem plana, salgada, abandonada pela água e onde toda a vida morreu. Esta área é uma espécie de vale morto, contrastando com as árvores mortas e as dunas de areias vermelhas ao fundo;

* Visitar ao meio dia o canhão de Sesriem – uma fenda profunda e estreita, no qual os raios solares conseguem iluminar o seu interior, um cenário único, com um efeito indescritíveis;

* Um jantar exótico à luz de uma enorme fogueira, com o som das africanas que cantam melodias de suas raízes. Depois do jantar, é possível ouvir emocionantes histórias de safaris ou ter aulas de zoologia com os ranges em torno da fogueira;

* Brindar o amor no deck da tenda com um excelente vinho africano e apreciar as estrelas;

* Realizar 2 safáris por dia e fotografar todos os animais selvagens possíveis, em seu habitat natural;

* Caminhar pelos vales e montanhas;

* Realizar um romântico piquenique no deserto – com direito a guloseimas africanas deliciosas e um bom vinho.

Onde ficar?

Todos os lodges ou tendas de luxo se encontram em regiões exclusivas e únicas, com localizações perfeitas para safáris. Promovem trabalho de conservação educacional e desenvolvimento sustentável na região. Geralmente não há TV e telefone disponíveis. Todas as atividades e safáris estão inclusos nos preços do Hotel.

Little Kulala, Sossusvlei, Namibia

Little_Kulala_Lodge_2014-12-43 Little_Kulala_Lodge_2014-12-53 Little_Kulala_Lodge_2014-12-67Little_Kulala_Lodge_2014-12-16 Little_Kulala_Lodge_2014-12-14LKC005Kulala-Namib_2014-12-115Little_Kulala_Lodge_2014-12-22Little_Kulala_Lodge_2014-12-73
Little Kulala é um famoso retiro no deserto situado em 27.000 hectares privados (cerca de 67 000 acres). Kulala Wilderness Reserve é a porta de entrada para o Mar Areia da Namíbia, com suas dunas altas e céus estrelados claros, uma área fascinante.

O alojamento é composto por 11 climatizados climatizadas, as “kulalas” (palavra que significa ‘a dormir’) que se fundem perfeitamente na paisagem do deserto. Conta com uma decoração requintada típica africana, cada uma com piscina privada, chuveiros interiores e exteriores e uma cama romântica, a céu aberto para apreciar as estrelas. Uma área de entretenimento elegante que inclui uma biblioteca, adega, boutique de artesanato, sala de estar e de jantar. Os interiores exóticos usam cores e texturas neutras e luz natural e tem inspiração em sua própria região.

Dica da Ale:

Little Kulala oferece proximidade e acesso privado para as dunas de Sossusvlei. Explore o dramático Kulala Wilderness Reserve em moto-quatro, balão de ar quente – que termina seu  voo com um café da manhã com chapagne servido no local, ou ainda, um foot dining sob o céus estrelado. O lugar é perfeito para a viagem de lua de mel dos sonhos!

* Doro Nawas, Damaraland, Namibia

DoroNawas_2012-01-016 DoroNawas_2012-01-135DoraNawas_48DoroNawas_2012-01-094 DoroNawas_2012-01-056DoroNawas_2012-01-031DoroNawas_2012-01-039 DoroNawas_2012-01-040DoroNawas_2012-01-034DoroNawas_2012-01-004
Doro Nawas Camp está localizado na região seca de Aba-Huab River Valley, especificamente no Doro!
Damaraland é comandada por vistas excêntricas e espetaculares das montanhas Etendeka ao norte e os rochedos de arenito vermelho de Twyfelfontein, no sul.

A acomodação é composta por 16 lodges (incluindo uma sala de família): uma mistura de pedra e paredes de lona com portas de madeira e vidro, protegido por um telhado de palha. Cada unidade foi projetada para se misturar na encosta, com chuveiro ao ar livre e uma varanda para observar as estrelas. A área principal está no topo de uma colina rochosa oferecendo vistas panorâmicas únicas – para os casais aventureiros, em alguns lodges há uma escada para o telhado que leva a um lugar perfeito para relaxar, namorar e observar as estrelas.

* Serra Cafema, Namib Desert, Namibia

SerraCafema_2012-01-138 SerraCafema_2012-01-089 SerraCafema_2012-01-083 SerraCafema_2012-01-080 SerraCafema_2012-01-078SerraCafema_2012-01-072 SerraCafema_2012-01-070 Serra_Cafema_2016-03-244 Serra_Cafema_2016-03-216 Serra_Cafema_2014-08-131
Sem dúvidas, este é um dos mais acampamentos remotos do sul da África. O Serra Cafema está localizado no extremo noroeste da Namíbia, com fronteira com a Angola, nas margens do rio Kunene no Vale do Hartmann. O Serra Cafema é um campo privativo, tranquilo inspirado pelo Himba da área, com uma combinação única de elementos rústicos e de luxo, aninhado entre árvores.

O alojamento é composto por oito tendas em estilo Meru, instaladas na beira do rio – com madeira ribeirinha, de lona e palha um deck espaçoso, misturados suavemente no pitoresco cenário. Cada tenda tem banheiro privativo e ventilador de teto. Um destes quartos é uma luxuosa vila,exclusiva de lua de mel com vistas excepcionais. A principal área dispõe de um enorme espaço interno e externo, para servir o jantar, sala de estar com lareira, biblioteca, loja de curiosidades e piscina, todos os pontos de vista compartilham o rio Kunene. Próximo, no Harman Valley está o intrigante fenômeno do “círculo das fadas”.

As belíssimas imagens são de Dana Allen/ Wilderness Safaris.

TM Travel oferece diferenciais exclusivos para Noivos. Para criar um roteiro personalizado, entre em contato com a especialista em lua de mel através do e-mail contato@tmtravel.com.br ou pelo telefone (11) 5051.0871.

postado por
Alessandra Verna
Especialista em lua de mel na TM Travel, agência que oferece assessoria e consultoria para o planejamento de roteiros de viagem personalizados aos noivos, além de diferenciais exclusivos.
TAGS
comentários